O que você procura?

Ética no Serviço Público é tema de programação no IPMB

O Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Belém promoveu, nesta quarta-feira, dia 08, o evento Diálogo Sobre Ética no Serviço Público. A programação reuniu servidores e servidoras da instituição previdenciária, para dar início às ações de divulgação do Código de Ética, recém-implantado no IPMB, e a realização de atividades na instituição visando a construção de uma cultura ética. O evento foi organizado pela Seção de Acompanhamento Psicossocial (SPS) e Coordenadoria de Gestão de Pessoas (CGP/IPMB).

A chefa da Procuradoria Jurídica do IPMB, Valeria Fidellis, destacou, na abertura da programação, que a implantação do Código de Ética é uma exigência para certificação do IPMB ao Pró-Gestão (programa de certificação que visa o reconhecimento de boas práticas de gestão adotadas nos Regimes Próprios de Previdência Social no país). Para ela, mais do que uma exigência, o Código de Ética dá segurança ao serviço público. “Ele (Código de Ética) serve para chamar nossa atenção de que devemos ser mais solidários e de que vale a pena ser servidor público, atender bem ao público, agir de forma coerente, transparente, educada e tolerante”, ressalta.

No encontro, a assistente social Débora Ribeiro, chefe da SPS, fez um panorama histórico sobre a ética no serviço público remontando desde a época colonial até os tempos atuais. “Ser ético é preservar uma cultura ética na instituição. A ética tem a ver com a qualidade do serviço público. O novo código de ética deve ser um compromisso de todos (as) para que isso tudo seja materializado”, ressaltou.

Débora esteve no ano passado, em São Paulo, onde participou do curso de Ética em Movimento promovido pelos Conselhos Federal de Serviço Social (CFESS) e Regional de Serviço Social (CRESS-PA), para trabalhar a materialidade da ética na Assistência Social e agora veio a oportunidade de ampliar a discussão sobre o tema no Instituto. “É um debate importante justamente para construir e fortalecer essa cultura ética e a necessidade de construir uma estrutura para consolidação dessa cultura institucional e assim o servidor e o serviço público possam ser valorizados cada vez mais”, destaca.

Compartilhe esta notícia:
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Email
Notícias relacionadas:
Skip to content